terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Há mulheres de pedra a emergir das paredes!






Presas aos olhos vítreos e aos pés ainda por esculpir à pedra informe, no movimento estático que nem um breve sopro no peito embeleza de vida. O peso da eternidade apenas perturbada pela erosão do sal...Carícias? Só as da luz.

Sem comentários:

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin