quinta-feira, 12 de junho de 2008

A 9ª arte faz-se aos quadradinhos...

Prancha de Banda desenhada de Dinis Conefrey

"A Banda Desenhada (BD) é uma expressão artística (considerada a 9ª arte) que conta histórias utilizando uma técnica narrativa enriquecida pela utilização simultânea do texto e das imagens desenhadas. Assim este relacionamento próximo e coexistente completa-se e exige por parte do leitor uma envolvência especial na sua leitura e consumo, pois implica a integração do espaço visual da imagem e do tempo narrativo do texto.

O recurso à imagem para se contarem histórias é uma técnica antiga que desde sempre acompanhou a humanidade, sendo vários os exemplos nos quais os teóricos e estudiosos identificam intenções e analogias de técnicas sequenciais narrativas que se assemelham à dinâmica das actuais BDs. São exemplificativas as pinturas narrativas egípcias com leitura da escrita da esquerda para a direita ou os motivos decorativos das cerâmicas (vasos).

Contudo a Banda Desenhada moderna tem a sua origem na ilustração e na caricatura política dos séculos XVIII e XIX, começando a ganhar forma a utilização simultânea de desenhos e de texto.

Desde aí e com diversas nuances, a BD tem vindo a criar e a recriar a sua própria linguagem.

Indevidamente, durante demasiado tempo, a BD foi considerada um parente pobre da ilustração e da literatura. Felizmente, tem vindo paulatinamente a conquistar o seu merecido território, sendo hoje uma expressão artística respeitada e detentora de uma especificidade que utiliza habilmente uma linguagem universal com forte poder comunicativo.

Assim, a BD reúne várias condições para se tornar um instrumento de trabalho de diversas áreas curriculares, sendo as mais evidentes as da Língua Portuguesa e da Educação Visual. No entanto, devido às suas potencialidades e diferentes temáticas e géneros abrangidos, pode servir enquanto instrumento pedagógico para o desenvolvimento de projectos interdisciplinares.
Basta usar a imaginação.

Sugestão de actividades:

1. Mostre a prancha de banda desenhada aos alunos e coloque-lhes as seguintes questões:
> As duas personagens estão a correr? Quais são os indícios que vos levam a essa conclusão?
> Identifiquem os ângulos de visão utilizados e tentem caracterizar como estes se inserem na acção da prancha apresentada.
> A onomatopeia utilizada na prancha está associada a que som? Acham possível acrescentar mais algumas
onomatopeias nas restantes vinhetas?
2. Proponha aos alunos que:
> Contem por palavras deles o que é narrado nesta página.
> Dêem um título a esta Banda Desenhada e continuem a história realizando mais uma prancha.
> Tentem dar uma versão diferente desta história:
• recortando as vinhetas e dando-lhes outra ordem.
• substituindo as falas dos balões existentes e acrescentando outros balões (de pensamento, voz-off, etc)."


Texto de Rosário Tavares (Bedeteca de Lisboa) in Revista Noesis n.º 73 Abril/Junho 2008, pp. 66/67. Pode aceder à publicação na íntegra, aqui.

Sem comentários:

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin