sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Duas gajas, 60 desenhos e um conceito de filho da mãe


Exposição Duas gajas, sessenta desenhos



Eis o ponto de partida desta exposição:

“Era uma vez duas gajas que se fizeram amigas no curso de escultura da Faculdade de Belas Artes. Um belo dia, num café, entre uma tosta, um copo de leite e um filho da mãe, uma delas desenhou algo no caderno da outra e a partir daí surgiu a ideia: “e se desenhássemos à vez, em cadernos iguais? Todos os dias desenhamos e todos os dias trocamos de caderno. Assim cada caderno tem desenhos das duas!” E assim foi. Houve desenhos a nascer de conversas entre amigos, outros a nascer de músicas ouvidas na rádio, de almoços e de lanches, de conversas de autocarro e claro, houve desenhos a nascer de desenhos.”


As duas gajas são Ana Oliveira e Cláudia Guerreiro.

 
A Exposição, que se quer itinirante vai ter nauguração dia 8 de Janeiro (sábado), pelas 22h, na Sociedade Harmonia Eborense - Praça do Giraldo, 72. Évora

Sem comentários:

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin