terça-feira, 4 de novembro de 2008

Obama já fez História... Obama makes history

Ainda não sabemos os resultados das eleições norte-americanas mas Obama já fez história: há 40 anos atrás Obama nem sequer se poderia sentar nos bancos da frente do autocarro...num ambiente de apartheid, ainda no rescaldo dos tempos de escravatura. Hoje faz frente ao clã MCain e à sua cultura de guerra (o candidato republicano é veterano de guerra, tal como o pai e o avô o foram). Será que Martin Luther King terá ousado sonhar tão alto em tão poucos anos?
Em termos históricos passou muito pouco tempo entre o tempo da segregação racial e a esmagadora presença do primeiro candidato negro à presidência dos E.U.A., o que corrobora a opinião que eu tenho deste país: os Estados Unidos são o Entroncamento do Mundo, onde tudo, mas tudo mesmo, é possível.

Estou por Barack Obama (para alguns "Barraca Abana")!



Estes cartoons políticos foram retirados do blogue de Daryl Cable.

1 comentário:

bluewater68 disse...

Bom dia e YES, WE CAN! :)
Destaco no entanto um ponto de vista que me parece importante
«Dentro de dias, Barak Obama será eleito Presidente dos EUA. É a minha convicção. Depois de dois mandatos atribuídos a um mentecapto, não acredito que os americanos não queiram a mudança para melhor. Mas acima de tudo, gostava que Obama não fosse referido como ‘o primeiro’, mas apenas, como ‘outro candidato democrata’. É que Dorothy Counts foi designada ‘a primeira’ a frequentar uma determinada escola, apenas pela cor da sua pele. Cinquenta e um anos passaram desde esse dia e ainda existem cargos onde alguém é indicado como ‘o primeiro’, apenas e somente por causa da cor da sua pele. Quantos anos vão ainda ter de passar, até que esse facto deixe de ser digno de nota?»
Retirado daqui http://sol.sapo.pt/blogs/bluewater68/archive/2008/11/04/Yes_2C00_-we-can.aspx
Quando ganhou as Primárias, Barak disse «So understand this, South Carolina. The choice in this election is not between regions or religions or genders. It's not about rich vs. poor, young vs. old. And it is not about black vs. white.»
Ontem, no seu discurso como vencedor, a primeira frase pareceu-me uma contradição face a esse discurso anterior. Nessa frase ele disse que aquela vitória era a prova da Democracia nos EUA, e eu leio isso como uma referência directa à questão racial.
Seja como for, resta esperar para ver se a mudança irá realmente aconetcer.
Beijinhos

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin